23 novembro 2011

Apresentando: Dum Dum Girls


Por mais que o cenário alternativo já esteja saturado de bandas que mesclam o surf-rock da década de 60 com influências do rock de garagem, a sonoridade proposta pelo quarteto feminino californiano Dum Dum Girls chega de forma tecnicamente renovada, ou pelo menos longe de atravessar composições sonolentas que investem demais em experimentações sujas e pouco comerciais.

Assim como em seu álbum de estréia (I Will Be, 2010), ao longo do novo Only Dreams o grupo busca constantemente por canções que colem facilmente nos ouvidos, tanto por sua instrumentação, quanto pelos pegajosos versos que acompanham tais canções. Enquanto "Always Looking", faixa de abertura do disco, expressa essa busca apenas em sua sonoridade, trançando guitarras estrondosas com uma batida esparsa, em "Bedroom Eyes" o sutil encontro entre versos amorosos e levemente sofridos com uma sonoridade dançante que remete claramente ao rock 60 transformam a composição em uma das faixas mais empolgadas e belas do disco.

Não por acaso acabou virando o primeiro single oficial do novo álbum das garotas e já ganhou clipe. Com o visual simplista e alguns toques de psicodelia, o que se ressalta é a boa instrumentação e a letra melancólica da canção. Para quem gosta da mistura do surf rock com doses de lo-fi, a música/clipe é um prato cheio.

Ou seja, a mesma forma que no debut das californianas, Only In Dreams proporciona ao público um verdadeiro catálogo de hits, um agrupado de composições em que pelo menos duas (ou mais) canções vão involuntariamente acabar pescando o ouvinte. Não vai mudar o mundo ou algo semelhante, mas é bom, é pop e é sincero. Ponto paras as meninas.



Dum Dum Girls - "Bedroom Eyes"

Nenhum comentário: