23 maio 2011

Zé Ramalho de graça no T-Bone

.

Foi em 1974 que Zé Ramalho se juntou a Lula Cortês para gravar o CD Paêbirú, um dos primeiros discos nacionais (senão o primeiro) a usar a psicodelia como cargo chefe nas músicas. O disco ganhou um documentário chamado Nas Paredes da Pedra Encantada realizado pelos jornalistas Cristiano Bastos e Leonardo Bonfim e lançado no último dia 30, no festival In-Edit, em São Paulo. Infelizmente, Lula que deu os caminhos para a produção do doc, não poderá assisti-lo, já que faleceu em março deste ano, vítima de um câncer na garganta. 

Ainda não há nenhuma perspectiva de exibição em Brasília, mas o paraibano de Brejo da Cruz chega a cidade nesta quinta-feira, dia 26 de maio, para se apresentar dentro do projeto Noite Cultural T-Bone, na 312 Norte e com entrada franca. 

Zé apresenta os sucessos de sua longa carreira, que marca mais de 50 anos e 20 discos lançados. O último, Zé Ramalho canta Jackson do Pandeiro, é o terceiro álbum em homenagem a algum compositor. Ele já homenageou Bob Dylan em Zé Ramalho Canta Bob Dylan – Tá Tudo Mudado (2008) e Zé Ramalho canta Luiz Gonzaga (2009). Todos, influências em sua música. O cantor e compositor mistura rock n’roll e jovem guarda com música nordestina.

Nenhum comentário: