15 abril 2011

Hoje tem Mundo Livre S/A


Nesta sexta-feira, 15 de abril, a noite será de muito balanço ao som da banda pernambucana Mundo Livre S/A, na festa Funfarra, no Varanda Tropical (ASBAC). Os ingressos custam R$15 (1° lote) e depois sobem para R$ 25 e R$ 30.

Sempre lembrados por terem fundado juntamente com Chico Science o movimento Manguebeat, o Mundo Livre S/A está preparando o seu sexto disco. Já faz 7 anos que a banda não grava nenhum álbum novo, o último lançamento de inéditas foi o CD Combat Samba, de 2008.

O novo álbum ainda está sem nome e como diz Fred 04, vocalista da banda, eles estão “na fase insone” de finalização do disco. Procurando mídias para lançamentos, o conceito visual do disco, pensando na prensagem, na sequência das canções e no que vai ajudar a definir o disco, o título: “Está já é a enésima vez em trocamos o nome do disco. Pensamos em Durar é viver, como você viu no Twitter, mas não usaremos este”, explica o pernambucano.

O álbum também terá algumas participações especiais. A primeira já foi gravada no carnaval, com B Negão e a segunda Fred deixa no suspense: “É um dueto com uma cantora, mas eu não quero dizer o nome, porque ainda não está completamente fechado. Ela já aceitou, mas faltam alguns trâmites”.

Segundo ele, o sexto álbum é uma fase nova do Mundo Livre S/A. Daquelas em que o cidadão vai ouvir e dizer: “Porra! Essa banda tá diferente!”, porém sem tirar a unidade que o grupo vem tecendo há anos. “A banda é muito influenciada pela sua formação. Nós nunca tivemos uma formação única. Apenas eu e o baterista (Chef Tony) estamos na banda desde o início. Então, essa intensa mudança de integrantes, fez que o nosso som nunca fosse igual, mas mantivesse uma unidade. Acho que esse disco representa um passo a mais na carreira do Mundo Livre. Eu amadureci como compositor e acho que as músicas estão com um acabamento melhor. Ele tem um parentesco com Por Pouco (2000), de ter uma coisa mais lírica e um parentesco com Bebadogroove (2005), de ser uma coisa mais swingada”.

E para quem ficou curioso, Fred adianta: “Nos últimos shows que fizemos nós tocamos algumas músicas. E devemos, sim, brindar Brasília com umas 3 canções novas”.

Nenhum comentário: