31 março 2011

Novos Brasileiros na Caixa

Lucas Santtana _Pedro Cupertino
Depois de o CCBB trazer novos nomes da música independente nacional, agora é outro centro cultural que se preocupa em divulgar o que apenas as grandes cidades (Rio e São Paulo) acabam por conhecer mais e melhor do que os brasilienses.

A partir de abril, a Caixa apresenta o projeto Novos Brasileiros, que visa divulgar a última safra de nomes interessantes da música nacional. Nos dias 08, 09 e 10 de abril, se apresentam o baiano Lucas Santtana e o grupo carioca Do Amor.

Lucas Santtana conseguiu se projetar nacionalmente depois de lançar seu terceiro disco 3 Sessions in a Green House (independente – 2006), que traz misturas musicais interessantes, passando pelo trip hop e até ritmos brasileiros.

Seu quarto álbum, Sem Nostalgia (2010), ganhou destaque nas revistas especializadas em música e arte, além aparecer em blogs e sites como referência. Entre eles, está o da Revista Bravo!, que escolheu o álbum como um dos dez mais influentes da música brasileira na primeira década do século 21.

Para quem não sabe, Lucas Santtana é sobrinho de Tom Zé e mantém um site/blog onde fala sobre música e carreira, dando sempre boas dicas de artistas que estão florescendo na cena nacional.

Do Amor_Divulgação
O outro grupo que se apresenta no projeto é o Do Amor, que na verdade não tem lá muito a ver com o som de Lucas Santtana, porém ambos fazem uma grande mistura musical. Eles têm axé (dos anos 80), afoxé, carimbó e rock.

O Do Amor surgiu há quatro anos e a última vez que esteve em Brasília não foi para mostrar o próprio disco, mas para acompanhar a cantora Nina Becker, dentro do projeto Encantadoras do Teatro Oi Brasília. O grupo é a banda da carioca Nina, coisa normal dentro do Do Amor.

Esta é o que pode se chamar de uma “superbanda”, é formada por músicos muito competentes, que já tocaram ou tocam com grandes nomes da MPB. O baixista Bubu, por exemplo, já acompanhou os Los Hermanos. Gustavo Benjão fez parte da trupe do Nervoso, que antes era da banda Acabou La Tequila. Este grupo carioca deu origem à três bandas muito importantes do cenário independente, o Canastra, Matanza e Nervoso e os Calmantes.

Já Ricardo Dias Gomes e Marcelo Callado, que completam o grupo, fazem hoje parte da banda Cê, que acompanha Caetano Veloso desde o disco “Cê”, daí o nome.

O primeiro álbum homônimo foi lançado ano passado e também passou por grandes listas de Melhores de 2010 e traz entre músicas novas, composições já conhecidas dos fãs, como “Pepeu baixou em mim” e “Isso é Carimbó”.

Os shows serão apresentados sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 20 (inteira).

29 março 2011

Apresentando - Fusile

Quando minha amiga Dos Santos me pediu pra escrever sobre novas bandas no blog My Favorite Way, no início não gostei muito da idéia. Achei um pouco pretensioso e até narcisista. Porém, refletindo mais sobre a idéia e percebendo a necessidade que sinto do grande público se aproximar dos reais valores da cena musical no Brasil e na América do Sul, aqueles não associados ao hype ou a superficialidade do momento, resolvi aceitar a empreitada.

Mas antes gostaria de revelar uma pirraça minha. Eu não uso, não gosto e não acredito no termo música independente. Na minha visão ninguém nesse mundo de meu deus é, foi ou será independente. Todos nós, de uma forma ou de outra somos dependentes do outro ou dos outros. Prefiro buscar termos semelhantes como musica underground ou banda alternativa. A única exceção seria uma frase muito feliz que Marcos Pinheiro (Cult22) disse, há alguns anos, a respeito do festival Porão do Rock, do qual foi curador: “O festival é independente, pois independente do tamanho, do lugar e das bandas, vai rolar!”. Genial.

Fusile

Enfim, para inaugurar o espaço gostaria de falar sobre a Fusile. Uma das gratas surpresas da nova safra da cena musical da capital mineira e destaque absoluto do festival goiano Vaca Amarela do ano passado. Após diversas mudanças de formação, o quinteto de Belo Horizonte conta atualmente com Shairon Lacerda na guitarra e vocal, Sérgio Scliar no baixo, Rafael Cocão na bateria, Henrique Sataino no sax e Igor Rajão no trompete e programações.

No som, a Fusile é uma mistura inusitada que passeia livremente entre vários estilos musicais que comunicam muito bem entre si. Música alternativa, ska, punk e o que o mundo (ou os EUA) se acostumou a definir de forma preguiçosa como ritmos latinos, compõem a sonoridade de difícil classificação. Difícil também é ficar parado ao assistir uma apresentação dos mineiros. Fico imaginando o estrago que eles fariam em um festival de grande porte como o Porão do Rock, por exemplo.

A Fusile tem o EP Coconut Revolution lançado no ano passado e disponível para baixar no site oficial da banda. Composto de cinco músicas, que representam bem a salada sonora que abusa da variedade sem perder a coerência jamais. Irreverente, político, ácido, explosivo e muito dançante, Coconut Revolution tem letras em inglês, espanhol e francês.

Mas porque falar do Fusile? Oras nada mais óbvio. Após a apresentação devastadora no Vaca de 2010, o público goiano tanto pediu e a Fósforo Cultural traz eles de volta a cidade. A banda se apresenta em Goiânia (onde mais?) no dia 1º de abril, próxima sexta-feira, acho que no Metrópolis.

Detalhe: fuçando na Internet descobri que, quando perguntado sobre as influências da banda, o vocalista Shairon cita Carmem Miranda, o artista urbano americano Banksy, o filme Tempos Modernos de Charles Chaplin e até a modelo Kate Moss. Outro detalhe interessante. A Fusile tocou em uma edição na capital mineira do evento brasilense Móveis Convida, em abril do ano passado. Então não se faça de tímido, toma o rumo da BR 060 e vá viver uma experiência libertadora. Recomendo.


Fusile - "Combat Samba"

22 março 2011

O Discurso do Rei - Crítica


O Discurso do Rei é um daqueles filmes que realmente foram feitos para ganhar prêmios na Academia. Por isso, tantas premiações no Oscar. Não há críticas, nem “grades” problemas a serem resolvidos. Nada escabroso pelo menos.

Colin Firth interpreta Albert, um dos membros da família real, em 1933 que tem problemas de dicção. Ele é gago e falar em público é (claro) uma de suas maiores dificuldades. Depois de tentar todo o tipo de tratamento, o príncipe desiste de procurar uma cura e quem entra em ação é sua mulher, Elizabeth (Helena Boham). Ela acaba por encontrar um homem muito gabaritado e muito bem indicado, mas que tem uma forma bem diferente de trabalhar, o terapeuta da fala Lionel Longue (GeoffreyRush).

O pano de fundo é o momento em que a Inglaterra está com o trono meio enfraquecido. O rei George V está mais perto da morte do que nunca, o irmão de Albert, David (Guy Pearce) não é o mais indicado para ocupar o trono, Albert morre de medo de tomar a frente e o país está muito próximo de uma guerra.

Mais do que um filme sobre a gagueira de um príncipe, o filme é de superação e de uma amizade que durou até o final das vidas dos dois personagens centrais (Longue e Albert). Com doses curtas e sagazes de humor ele prende, mas perde um pouco por ser longo. A direção é de Tom Hooper (Sombras do Passado). 

Trailer de "O Discurso do Rei"

15 março 2011

Cisne Negro - Crítica

Natalie Portman em "Cisne Negro"

O que esperar de um filme onde o diretor de nome estranho (Aronofsky) já fez trabalhos no naipe de Requiem Para um Sonho, O Lutador e A Fonte da Vida? Uma resposta provável é mais uma obra prima! E talvez seja justamente essa a palavra, que define o último filme do diretor Darren (nome estranho) intitulado Cisne Negro.

O diretor provou seu talento quando o assunto é o ser humano em seus outros longas. Em Cisne Negro, ele nos proporciona a delirante viagem por dentro da mente pertubada de Nina, personagem vivido com maestria por Natalie Portman (melhor Atriz Oscar 2011). 

Nina é uma bailarina que têm a oportunidade de interpretar o famoso balé escrito por Tchaikovsky, "O Lago dos Cisnes". Ela tem todos os ingredientes para viver o cisne branco, com toda sua aparente fragilidade e inocência, porém, lhe falta a "perversidade" necessária ao cisne negro. A partir do momento em que surge Lily (Mila Kunis) incrivelmente dada ao papel - e com atributos físicos que, acredito eu, nem Macaulay Culkin teve a oportunidade de conferir – Nina se mostra competitiva e disposta a agarrar o papel. E é a partir daí, que começa a viagem angustiante por dentro de um universo de pânico e claustrofobia mantidos dentro da cabeça da personagem.

Com ótimas atuações além das já citadas, Vincent Cassel, Winona Rider (quase irreconhecível) e Barbara Hershey completam o elenco principal. Além de tudo isso é imprescindível não citar a segura e amarrada direção do gênio Darren Aranofsky. Sim, sou suspeito para falar, pois ainda não me decepcionei com nenhum trabalho desse artista instigante. Aronofsky injeta energia, loucura e humanidade em um roteiro que, digamos, é eficiente. Porém seria burocrático sem as intervenções do diretor e a mágica atuação de Natalie, praticamente em simbiose com o personagem. A força dessa personagem é algo que me arrepia só de lembrar. Os olhos de Natalie na cena final da película são daqueles que não esquecemos facilmente.

Clint Mansell, é quem assina e assinou a trilha em praticamente todos os filmes do diretor. Uma trilha poderosa que completa de forma ímpar o frenesi causado pelo pouco mais dos 90 minutos. Os figurinos ficaram por parte de Amy Westcott (figurino geral) e pela dupla Laura e Kate Mulleavy (figurino do balé).

A experiência causada por esse clássico contemporâneo é como a mente humana, delicada e terrivelmente assustadora.

Trailer de Cisne Negro

12 março 2011

Como destruir uma música

Pois é amigos, estava eu na casa de uma amiga minha fazendo nada e zapeando pela televisão e achei isso:

Travie McCoy - "We'll Be Alright"

Ééééééééééééééééééé! Para quem não conseguiu decifrar, essa música aí em cima é na verdade essa daqui.

Videoclipe - R.E.M


R.E.M. – "Alligator Aviator Autopilot Antimatter"

11 março 2011

Pílulas News

O Acrtic Monkeys  revelou esta semana o nome de seu próximo disco e ele se chamará Suck It and See e sai no dia 6 de junho. É só aguardar.
Os cabeludim do Arctic Mokeys
 E o maluco, no bom sentido é claro, Jack White está lançando mais uma novidade para o mundo da música. Agora ele inventou uma loja de discos sobre rodas! O ex-guitarrista do White Stripes (e integrante do Dead Weather e do Ranconteurs) botou o nome do Rolling Record Store e a estreia do furgão será no SXSW Festival, hoje.


Em abril, os fãs do Gorillaz lançarão o álbum The Fall, que foi disponibilizado na internet dia 25 de dezembro de graça e gravado todinho pelo Ipad de Damon Albarn, agora será lançado em vinil. A versão em Longplay chega às lojas em abril.

E Phill Collins está se aposentando de vez. O cantor e compositor britânico anunciou esta semana em seu site oficial, que sua aposentadoria nada tem a ver com as críticas que recebeu nos últimos anos e sim, porque ele quer dar mais tempo para os seus filhos.

Hoje com 60 anos de idade, Phill tem um currículo invejável. Já trabalhou com todos os beatles, Paul McCartney, Ringo Starr, John Lennon e George Harrison. Além se Sting, Tina Tunner, Tears for Fears e tantos outros nomes. O cara ainda foi vocalista e baterista do Genesis. Justo não?

Tem música nova do Strokes rolando por aí. Eu fiquei com preguiça de achar um link mais decente, mas vai lá no Move That Jukebox e escuta “Machu Picchu” e “Taken For A Fool”, vai!

Vem sim, Paul, seu lindo!

Há rumores, muitos rumores de que Paul McCartney estará de volta ao Brasil no dia 24 de maio, para tocar no Engenhão, Rio de Janeiro. Não, não tá confirmado não, mas se tiver eu vou, tô nem aí!

Videoclipe - Willow Smith

Essa menina é uma espertinha. Willow Smith tem apenas 10 anos de idade, é filha do ator Will Smith e já está fazendo sucesso na rede. Eu a conheci muito por um acaso, tudo porque o Diego Maia fez um comentário nno Twitter sobre a mocinha. Ok, ela faz um som superpop, misturado com uma parada meio black. O primeiro single "Whip My Hair" é bem legal. Tudo nela é militricamente calculado, desde o cabelo até a cor da unha. Ela tem sido muito comprada com a Rihanna e parece mesmo. Dá uma sacada na música!

Willow Smith - "21st Century Girl"


Um detalhe, prefiro que meu filho goste da Willow do que o Justin Bibiibierrr.

10 março 2011

Vanguart lança doc sobre novo disco

Tá preocupado com o novo disco do Vanguart? Eles estão levando na tranquilidade e para te explicar como anda esse processo fizeram um documentário de cerca de 6min falando sobre como foi mudar para São Paulo, como está o processo criativo da banda, como eles de veem hoje, as mudanças... E claro sobre o disco novo. O novo álbum será todo em português. Dá uma sacada no vídeo (que está bem legal): 

Vanguart em "Depressa"

Grito Rock ganha braço brasiliense

Black Drawing Chalks_Claudio Cologni
O maior festival integrado de rock da América Latina está de volta a Brasília, depois de passar em branco pela cidade no ano passado rolou um grande evento de graça no Parque da Cidade.  

O Grito Rock, que se realiza simultaneamente em nove países, Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia, Chile, Panamá, Costa Rica, Honduras e El Salvador. Um “esquenta” já aconteceu em Taguatinga na semana passada, mas como o Plano Piloto é o centro dos shows na cidade ele ganha uma programação extensa no Cult 22 Rock Bar (Ca 07 do Lago Norte) de hoje até dia 13 de março (domingo). 

Como a ideia é fazer com que as pessoas conheçam as diferentes bandas, de Brasília e convidadas de outros estados, os ingressos estão a preços acessíveis,  R$ 5 (até às 22h) e R$ 7 (após). 

A programação segue para o som mais pesado, com guitarras vibrantes e som dançante, a exemplo das bandas Darshan e dos goianos do Black Drawing Chalks. A última uma das mais celebradas bandas dos últimos dois anos no país. 

Confira a programação dia a dia:


Dia 10 de março
The Neves, S.I.M, Torrón Presidencial, Dom Capaz (MG), Desdobradores do Tempo no Horizonte Vertical, Sinais Invertidos de um Mágico (PA) e Novos Vinis (GO).


Dia 11 de março
Etno, Darshan, Brown-Há, Gandharva (PE), The Dust Road (AM) e Butterflies (CE). 


Dia 12 de março
xLost in Hatex, Violator, Moretools, Uganga (MG), Mugo (GO) e Sangue Seco (GO). 


Dia 13 de março
Trampa, Valdez, Besouro do Rabo Branco, Black Drawing Chalks (GO), Evening (GO) e Hellbenders (GO). 

Saiba mais na nossa Agenda

09 março 2011

Videoclipe - R.E.M

O R.E.M também está louco para soltar esse disco deles, mas aos poucos vamos descobrindo mais sobre Collapse Into Now, que sai este mês. Já deu para ouvir na internet e ainda rolou um link obscuro para baixar. Agora eles lançam mais um videoclipe, agora da canção "Mine Smell Like Honey", onde Stipe é um boneco caindo escada abaixo.

R.E.M - "Mine Smell Like Honey"

Holger na Escola São Paulo


Como já falei por aqui, dei uma passada em São Paulo no mês passado e acabei pegando a comemoração do aniversário da cidade. Entre os shows que rolaram por lá, teve o do Holger na Escola São Paulo, patrocinado pela Oi Fm. Ou seja, show bonito, cerveja de graça e casa cheia.

O Holger é para mim hoje, uma das melhores bandas indies do Brasil. A apresentação é sempre enérgica e cheia de movimento e alegria. Os meninos tocam vários instrumentos e por isso, sempre estão para lá e pra cá no palco. Só que conseguem fazer isso, sem que o show fique sem graça ou que essa troca de instrumentos se torne cansativa.

Eles tocaram basicamente as músicas do disco Sunga, lançado ano passado pela Trama. O Cd já ganhou sua versão física e você pode comprar por R$ 20. No final, todo mundo pedia o “bis”. Rolou então uma música ainda sem nome e sem letra e uma versão para “Blister In The Sun”, do Violent Femmes.

Veja as fotos da apresentação no nosso Flickr.

Mais uma do Strokes

Os Strokes passarem pelo Saturday Night Live e resolveram lançar mais uma música do disco Angels (que sai dia 21 de março). Dá uma escutada em "Life Is Simple In The Moonlight":

Patti Smith e "Só Garotos"

O carnaval para muitos é um momento de extravasar, dançar e beber até cair. Eu, mais uma vez, passei o carnaval em casa me dedicando a leituras e filmes. Entre os livros, consegui terminar um que há tempos estava empacado. Finalmente li (pulando alguns parágrafos finais, é bem verdade),  “Só Garotos”, da Patti Smith.

Para quem espera conhecer a trajetória musical de Patti, é melhor ir esquecendo. É claro que pelo livro, você sabe que ela saiu da casa dos pais em Nova Jersey e resolveu tentar a sorte em Nova York, lugar onde ela sofreu uns bocados. Lá conheceu Robert, com quem passou alguns anos de sua vida e a quem amou de forma verdadeira. E se existe algum motivo para que uma das percussoras do punk rock tenha escrito esse livro, esse motivo é Robert.

Sendo assim, a história de vida de Patti fica muitas vezes apagada. Principalmente nas segunda e terceiras partes do livro, quando há saltos grandes de intervalos de tempo. Uma pena, já que imagino que a trajetória de Patti seja bem interessante.

Também achei o livro muito devagar. A leitura não flui tranquilamente ou rapidamente. Não foi um livro que tive vontade de ler compulsivamente, como "Agosto" de Rubem Fonseca que li em um dia (terça-feira de carnaval). 

04 março 2011

Videoclipe - Arctic Monkeys

Tá todo mundo lançando single para avisar que seu disco está por vir. O Arctic Monkeys entrou na dança e lançou hoje um videoclipe e single de seu próximo álbum. Se liga:

Arctic Monkeys - "Brick By Brick"

E aí? Achou parecido com os meninos articos? Eu não achei muito não, achei bem diferente na verdade. Dê sua opinião aí!

03 março 2011

Single de Marcelo Camelo - Ô ô

O disco de Marcelo Camelo estava marcado para este mês, porém sairá mesmo no dia 05 de abril só que ainda não tem nome. Para começar a dar um gostinho para os fãs, ele libreou para audição a música "Ô ô". Escuta aí:

Marcelo Camelo - "Ô ô"

02 março 2011

Videoclipe - Apanhador Só

O clipe foi lançado na semana passada e eu adorei! A história retrata bem a música. Sem contar que essa onda meio americana é demais. 

Apanhador Só - "O rei e o Zé"

MTV renovada



Ah sim, o canal de música, que diga-se de passagem é o melhor em terras tupiniquins, MTV, até que enfim entendeu que as pessoas gostam de música e querem ver e ouvir música. Passando pelo blog do querido Marcelo Santiago, descobri que o chatíssimo André Montovani (aquele que disse que a MTV tinha que passar apenas coisas comerciais mesmo e que os adolescentes gostavam mesmo é de programa de auditório) saiu da direção do canal e quem entrou em seu lugar foi a jornalista Helena Bagnoli.

Já sabemos que a Marina Person deixou a casa depois de 18 anos de serviços prestados. Outro que também sai é o Léo Madeira, que fazia par com Person no ótimo Top Top. Além dos dois, (pasmem!) Penélope Nova e Kika Martinez estão fora do time.

Com isso, a renovação vem à tona e o primeiro convidado para integrar a nova onda de VJs é ninguém mais ninguém menos do que Arnaldo Antunes! Seu programa "Grêmio Recreativo Arnaldo Antunes" estreia no dia 24 deste mês e será uma conversa descontraída com convidados músicos, resultando numa jam session. Já morreu de felicidade?

Não para por aí não! Outro que também estará dando as caras como VJ é o China! Sim aquele pernambucano ótimo, que fez parte do Sheik Tosado e ainda conseguiu produzir um dos melhores discos de 2007 (Simulacro, Independente), estará a frente do programa "Na Brasa". Nele, China convidará artistas para falar de suas bandas e de projetos, além de indicar e falar de banda novas, todas brasileiras e pelo visto, em sua maioria independentes.

E ainda tem Chuck Hipolitho (ex-Forgotten Boys, atual Vespas Mandarinas) e Gaía Passarelli (do site Rraurl). Mermão, se com esse tanto de gente boa, a MTV não melhorar, é melhor fechar e desistir. Porque tem público e um público selecionado para assistir e dar dinheiro para esse povo. 

Mas...Se nenhum desses programas derem certo, a MTV ainda pode apelar para os programas especiais o que vem das MTV de fora. A novidade? Isso também vai rolar. 

Videoclipe e single dos Strokes

Os Strokes estão mesmo cheio de joguinhos de marketing, hein? Não querem sair da mídia nem a pau. Digo isso, porque ontem lançaram um novo single, o "You're so right" e hoje jogam na rede a versão em videoclipe da música "Under Cover of Darkness", lançada na semana passada. Ambas as músicas estarão no novo e quarto álbum da banda Angels, que teve sua capa revelada junto com a tracklist e não tinha mesmo muita coisa a ver com o que nós vimos antes. Além disso, eles ainda divulgaram um vídeo com bastidores das gravações. Pode? Espero que esse disco seja tão bom quanto o marketinhg envolvido. Até agora tem agradado os meus ouvidos. 

Então vamos por partes. Música nova:
Strokes - "You're so right"

Videoclipe novo:
The Strokes - "Under Cover of Darkness"

Capa:


Tracklist:
1 - "Machu Picchu"
2 - "Under Cover of Darkness"
3 - "Two Kinds of Happiness"
4 - "You're So Right"
5 - "Taken For A Fool"
6 - "Games"
7 - "Call Me Back"
8 - "Gratisfaction"
9 - "Metabolism"
10 - "Life Is Simple In The Moonlight"