02 setembro 2010

Pato Fu - Música de Brinquedo

Capa de Música de Brinquedo

Não é novidade que o grupo Pato Fu chame a atenção da criançada. Um amigo uma vez me contou que sua filha é apaixonada pela banda e ela não tem mais de 10 anos de idade. Isso muito antes deles lançarem Música de Brinquedo, seu último disco.

Lançado este ano de forma independente, o grupo mineiro já havia feito experimentos semelhantes no anterior, Daqui pro Futuro, como na música “Mamã Papá”. Mas dessa vez o negócio foi demais. John e Fernanda invadiram o baú de brinquedos da filha Nina e lá encontraram uma série de brinquedos que faziam som e se faziam som, porque não fazer música com eles? Pensando assim, eles começaram a produzir e gravar músicas com instrumentos de brinquedo.

Uma guitarra, baixo, teclado e uma bateria feitos especialmente para as crianças são os únicos instrumentos “convencionais” agora. Pode parecer meio estranho, mas deu certo. O disco além de ser cheio de quinquilharias é premiado com estandartes da música nacional e internacional.

“Primavera”, que ficou conhecida na voz de Tim Maia é doce  e tranquilas. As músicas se engradecem ainda mais com os vocais infantis, entre elas dos filhos da dupla Ulhôa e Takai, Nina e Matheus. Nenhuma canção ficou irreconhecível, mas as versões foram bem interessantes. Difícil destacar apenas uma.

“Sonífera Ilha” dos Titãs ficou tão dançante quanto e versão original, “Rock and Roll Lullybay” é calminha, “Frevo Mulher” lembra aquelas musiquinhas dos antigos videogames, “Ovelha Negra” tem até as ovelhinhas balindo. “Todos estão surdos” é a mais fofa só por ter um serzinho cantando: “No outro dia um cabeludo falou: ‘Não importa o princípio da guerra a paz ainda é mais importante do que ele’. Essa frase vive no cabelo encoracolado da cuca maravilhosa!”.

“Live and Let Die”, não está tão diferente da original; “Pelo Interfone”, hit da década de 80 também está lá. Até “Twiggy Twiggy” do grupo Picazzo Five teve seu lugar ao sol. Nela vários brinquedinhos foram usados para fazer a colagem sonora dos japoneses, ídolos de Takai. “My Girl” que ganhou sobrevida depois do filme “Meu primeiro Beijo”, tem os backing vocals mais lindinhos. Em seguida está “Ska”, do Paralamas do Sucesso, que assim como “Sonífera Ilha” continua dançante, uma pedida até para as pistas de dança, por que não? Para finalizar “Love me Tender” conhecida na voz de ícone Elvis Presley, está mais uma canção de ninar.

Só para lembrar o Pato Fu estará aqui no Porão do Rock e se apresenta no Palco Chilli Beans. Não pense que você vai conferir o show deste disco, não. Aqui, eles farão uma apresentação mais diversificada, com músicas novas, porém cantando mais as antigas. O grupo mineiro também é uma das atrações no Natura About Us em um dia especialmente para as crianças.

Nenhum comentário: