16 julho 2009

Orquestra Contemporânea de Olinda


O Arena não estava tão cheio quanto ao dia anterior, quando cedeu espaço para o show de CJ Ramone, em tributo a sua ex-banda, mas conseguiu reunir uma galera. Ao som dos Djs do Criolina e Funfarra, essa galera esperava mesmo o show dos pernambucanos da Orquestra Contemporânea de Olinda.
Os meninos subiram ao palco pouco mais de meia-noite e não deixaram o povo parado até o final do show. Cantaram músicas de seu primeiro e homônimo disco, sem deixar as raízes de lado, tocando canções que embalam o carnaval de Olinda. Teve espaço até para um cover dos Skatalites e para a música nova, “Toda Massa” gravada nos estúdios da Trama.
A banda parecia não querer sair do palco e a energia do público os contagiava. É praxe uma banda sair e voltar para tocar o bis, mas não foi o que aconteceu com a Orquestra aquela noite. Sem descer do palco, a maioria de seus integrantes já estava preparada para tocar, pressionados por Gilú (percusão).
Tiné, um dos vocalistas da banda, disse que só tocaria “Brigiti”, música programada no setlist, se 5 garotas subissem ao palco. Subiram 4, que não sabiam cantar nenhum pedacinho da música. E se quase no final de “Brigiti” você viu uma moça de preto ser convidada a subir ao palco, por uma das meninas que estavam lá em cima...Acredite. Era eu! O show acabou com o bis da música mais conhecida deles: “Sereia”.

Nenhum comentário: