02 abril 2009

Cibelle mostra músicas novas

Com um macacão totalmente colado no corpo, algo parecendo um tapete verde pendurado à cintura, que ela chamou de saia, uma pochete, uma blusa de frio preta e com algo parecendo uma peruca rosa no capuz, além de pulseiras e muitos colares, entrou no palco Cibelle.

A cantora brasileira, radicada em Londres veio à primeira vez em Brasília pelo projeto Belas 2, para mostrar o show de seu terceiro CD. Na verdade, a idéia era fazer um apanhado de toda a sua carreira, mas como ela comentou após o show, numa pequena conversa que tivemos, eles se empolgaram tanto, que acabaram tocando um monte de música nova. Eles: ela e os caras do Cidadão Instigado, que estão a acompanhando. Poucas mesmo foram as músicas "velhas". Tivemos o prazer de escutar "Green Grass", música de Tom Waits, que ela gravou em seu segundo disco, The Shine of Dried Electric Leaves (2006). "London, London", que é uma versão da música de Caetano Veloso, que ela canta originalmente com Devandra Banhart. "Arrête Là Menina", "Instante de Dois", que ganhou levadas rocks e "Cajuína", as duas últimas no bis.

Mostrando uma grande desenvoltura, Cibelle acabou não agradando a todo o público, que era até bem diversificado. Indo de pessoas que conheciam o seu trabalho (e inclusive mostraram isso em suas roupas), até pessoas que nunca tinham ouvido falar da cantora. Essas sim, devem ter se retirado do teatro.

Diferente do que se ouviu em seus primeiro CD, o homônimo Cibelle (2003) e do segundo, agora Cibelle virá com um trabalho muito mais eletrônico. No show, ela mesma começa a montar as músicas com seus sintetizadores e toda uma "parafernália" eletrônica. Algumas vezes a sua voz lembra Björk, algumas vezes nos remetem ao Cansei de Ser Sexy (não gosto de chamá-los de CSS), em outras, a Naná Vasconcelos. De acordo com Cibelle, o novo Cd sai em setembro. Agora é esperar para ver, ou melhor, escutar.

O Belas 2, projeto do Espaço Brasil Telecom que aconteceu no ano passado com o nome de Belas da Vez, ainda terá mais cantoras. Dia 4 de abril é a vez de Mariana Aydar (que como dissemos, foi a voz que faltou ano passado). Dia 10, será a vez de Silvia Machete, no dia seguinte, dia 11 de abril teremos Mariana de La Riva (de volta ao projeto). Dia 17 é a vez da bela Nina Becker e por fim, apenas em maio, dia 16, chega à Brasília a sambista Teresa Cristina. Os ingressos custam R$ 20,00 (meia) e os shows começam pontualmente às 21h.

Fotos: Paulo Negreiros

Nenhum comentário: