26 março 2009

The Prodigy - Invaders Must Die


Invanders Must Die, este é o título do novo Cd dos eletrônicos The Prodigy. O quinto álbum dos ingleses parece anunciar em alto e bom som: "Nós somos The Prodigy".

Depois do fracasso em Always Outnumbered, Never Outgunned (2004), que foi assinado pelo grupo, mas feito apenas por Liam Howlett (o homem por de trás das máquinas). O grupo retoma sua formação clássica e trás de volta os homens da linha de frente: Keith Flint e Maxim Reality. O disco nos remete é uma reciclagem e a volta de tudo o que foi feito pelo grupo em meados de 1990, onde teclados virulentos e pesados riffs de guitarras predominavam em meio aos vocais rasgados de Flint e Reality.

Nem só de passado vive o The Prodigy, e isso é exibido nas faixas "Colours", "World's on Fire" e "Piranha" que se aproximam de bandas como Klaxons e Haudouken!. Eles ainda mostram um lado jamaicano elétrico em "Thunder", e pesada bateria de Dave Grohl em "Run with the Wolves".

O passado do The Prodigy pode não ser totalmente representado em Invaders Must Die, mas com todas as letras me atrevo a dizer que não se envergonha.

Nenhum comentário: