03 março 2009

O que passou - Parte II

Mais uma vez voltamos com discos que não foram comentados aqui no Drops em 2008, mas nem por isso foram esquecidos. Eu, pelo menos, baixei.
A começar pelo primeiro disco do "projeto" Sonantes, entre aspas porque eles mesmo explicam que isso não tem nada de projeto: “Sim, porque nesse caso, “projeto” não é termo que explique bem a intenção. Afro, latino, cancioneiro, pernambucano, planetário, o disco se coloca, de maneira espontânea e imponente, na linha evolutiva da música daqui, ao valorizar muito a composição e a interpretação”.

" Ilmos. Senhores(as) proprietários de aparelhos auditivos por ventura bloqueados, venho por meio desta solicitar-lhes a desobstrução de suas vias. É chegada a hora e a vez da cotonete!"
Fonte: Myspace.

É, atente os seus ouvidos porque você está entrando numa viagem musical encabeçado por Pupilo e Dengue do Nação Zumbi. O Cd tem um clima gostoso, dançante e também sexy, resultado da voz doce de uma das minhas cantoras favoritas dessa nova geração, Céu. Mas esta dica é apenas para quem curte bandas como Nação Zumbi, Mundo Livre S/A e MPB. Os Sonantes ainda tem em sua formação de Gui e Rica Amabis.

Se você gosta do que foi citado acima, provavelmente vai curtir também o som do segundo disco de Curumin. O multiinstrumentista que está nos devendo uma entrevista desde que esteve em Brasília ano passado, lançou Japan Pop Show no meio de 2008.
Seu segundo disco realça ainda mais suas raízes japonesas e também brasileiras (Curumin é filho de espanhóis com japoneses). Numa mistura de hip-hop, samba, funk, dub... O Cd é cheio participações especiais. Estão lá Bnegão e Lucas Santana, na faixa "Caixa Preta", Marku Ribbas em "Dançando no Escuro", Cristopher Lover em "Mal Estar Card", além de Fernando Catatau do Cidadão Instigado.

Mudando totalmente de estilo, vamos agora para um rock mais tranquilo com Beto Só. Dias Mais Tranqüilos é o segundo disco da carreira do cantor e compositor brasiliense e mostra um Beto Só mais maduro não só nas letras, como melodicamente.
Beto Só que já é conhecido na cidade por ter várias de suas músicas gravadas por outros artistas de Brasília.
Dias Mais Tranqüilos foi escolhido pelo Garagem do Correio Braziliense como o melhor disco de música independente de 2008, embora eu tenha curtido bastante o Cd, não concordei. Claro, vale muito escutar.

Nenhum comentário: