01 julho 2008

Engate a Quinta

Até que enfim, eu fui até Espaço Brasil Telecom. Lá é muito bonito, tem ambiente wireless, computadores para que você acesse a internet, telefone público, tv de plasma...Um ambiente não mais que agradável. Consegui uma carona de última hora (Valeu Marceleza!!) e assisti aos shows do Bois de Gerião e Superguidis.
Os meninos do Bois abriaram o Engate a Quinta, mas não conseguiram engatar mais do que a segunda marcha. O show foi bem fraco em comparação aos que eu assisti no Teatro Nacional, ou no Lafusicando do ano passado.A voz do Rafael Farret falhou várias vezes. Os meninos às vezes pareceiam meio perdidos, talvez porque aquela era a segunda vez que tocavam num teatro, mas isso não justifica muito.



Em seguida o Superguidis animou um pouco a platéia sentada e com cara de quem não está muito interessada do Espaço. Eles deram preferência às músicas do segundo Cd, Amarga Sinfonia do Superestar , mas não deixaram de tocar músicas do primeiro. Escutamos deste, "O Banana", "O Véio Máximo", "O Raio que o Parta", "Bolo de Casamento", esta dedicada ao vocalista do Bois, que se casou neste final de semana,"Spiral Arco-Íris" e "Malevolosidade"
Os meninos do Superguidis estavam bem mais animados e como sempre Adrio (vocal e guitarra) e Lucas Pocamacha cantavam e tocavam como dois loucos em cima do palco. E como sempre o Lucas estava soltando várias piadinhas entre as músicas. Uma coisa que eu percebi é como o baixista, Diogo Macueidi, não parece ser da banda. Ele fica lá no cantinho, tocando na dele...Daí, ele acorda, participa do show de alguma forma e volta para o "mundo do baixo".

No show, eles tocaram algumas músicas que estarão no terceiro Cd, mostrando um Guidis mais pesado. Os meninos tocaram cover e finalizaram o show numa bagunça conjunta com o Bois, fazendo um cover, que eu vou ficar devendo o nome da banda e da música. Foi uma boa noite de quinta. Perdão pelo trocadilho.


A música mais p*u mole, de acordo com o Lucas.

Nenhum comentário: