13 junho 2008

A Inauguração

Já fazia um tempo que eu queria meu amigo Felipe desses as caras por aqui. Tudo isso porque ele tem um gosto musical foda e sempre me fala de bandas boas, das quais eu nunca ouvi falar.
Então, eu, espertamente, resolvi explorar o garoto! Aí embaixo, vocês vão conferir a primeira publicação de tantas outras que vem por aí.
Antes de lerem, mais sobre o cara: O Felipe parou a faculdade de Publicidade & Propaganda para se dedicar a alguns cursos na área e agora é o nosso primeiro colunista.
PS: Ele foi modesto quando falou no Drops, não?


Bem, demorou, mas aqui estamos. Pra vocês que não sabem o que rola nos "bastidores" do Drops, essa é uma idéia "antiga". Alessandra e eu (Felipe, prazer) já vínhamos com uma idéia de fazer algo juntos, em relação a um grande denominador comum entre ambos, a música. E cá estou eu, fazendo minha primeira participação, nesse blog que admiro bastante, e sempre nos traz boas dicas.

Vou começar com o rock, porque quase tudo começa por ele, não tem jeito. No decorrer da minha sede por novas bandas, encontrei duas, que diria no mínimo que são do C*R*LH*.
A primeira vem da grande Curitiba, que sempre traz bons filhos a meus ouvidos (Terminal Guadalupe, Faichecleres, Wonkavision, etc, etc...). A banda se chama Dissonantes (já ouviram?). E não, não percam tempo, entrem no site do Trama e baixe o Cd completo dos caras!!!
A primeira impressão que você pode ter ao ouvir o som é a de que voltou no tempo. Voltou para o tempo em que o rock’n’roll fervia dentro de quem fazia música. Aliás, as minhas últimas descobertas curitibanas fervem, e fervem muito com o rock’n’roll. Você vai ver que o rock não acabou (como diz um tópico da Alê), enquanto existir caras que acreditem na música, e não apenas na maldita fama e no maldito dinheiro.
O primeiro EP dos caras, já conta com a participação nada especial do ex-faichecler Giovanni Caruso, que canta "Eu vou te enganar", e tem a produção de Emanuel Moon, baterista da Relespública. O EP conta com 12 músicas, que vão do rock mais dançante, até a baladinha "As besteiras que eu fiz".É um Cd pra você ouvir de cabo a rabo sem reclamar de nenhuma faixa.



A outra boa dica que deixo na minha primeira passagem aqui, é outra banda que está resgatando o rock e salvando a vida do estilo. Trata-se do power trio de BH, Adílson Badaró (guitarra e voz), Lucas Sallum (baixo) e José Caputo (bateria), que se auto-intitulam, Radiotape. Com uma pegada pop, mas sem deixar de lado a agressividade e a homenagem estampada aos anos 60/70. O trio vem com uma pretensão até um pouco ingênua, que te faz ouvir a primeira música do Cd chamado Pequenas coisas me fazem feliz (esse CD me fez feliz) e num piscar de olhos perceber que o ele acabou.
O trio começou tão bem, que teve um empurrãozinho de ninguém menos do que ele, o... SENHOR F!!! Ele mesmo, aquele que deu uma super mão para os queridinhos gaúchos do Superguidis, para a garotada brasiliense dos Sapatos Bicolores, entre outras inúmeras bandas que tenho grande admiração e paixão pelo som que fazem, e pela atitude que tomam de fazer o bom rock e não deixar com o que o rock NÃO acabe. (Pelo menos por agora!)





Bem, essa é minha primeira contribuição para esse GRANDEpequenoporenquanto blog, espero que tanha deixado algo de produtivo.
Até a próxima, que não demora a acontecer.
Por Felipe Nunes.

Nenhum comentário: