23 maio 2008

Homem de Ferro


Depois de 300 nenhum filme tinha me empolgado tanto no cinema. Foi um festival de "Caralho!", "Que massa!", "Nossa!" e outras interjeições nunca ouvidas antes. O chato é que eu não tinha ninguém para compartilhar.

Para quem ainda não assistiu ao filme e não conhece a história, Tony Stark é herdeiro das Indústrias Stark, fundada e dirigida por seu pai, Howard Stark até sua morte. Quando isso aconteceu, Tony tinha 18 anos e não podia ficar a frente do negócio do pai ainda. Quem cuidou da empresa até sua maioridade, foi o sócio Obadiah Stane (interprteado por Jeff Bridges).

Aos 21, ele entra na empresa e passa a ocupar o lugar que lhe é de direito. Além de administrador, é também um grande gênio, produtor de grandes armamentos.
As "Indústrias Stark" são grandes fornecedoras de armas para o exército americano.Depois de uma demonstração de sua mais nova arma, a comitiva que levava Tony Stark é abordada. Ele se vê encurralado e ferido por uma de suas próprias armas. Arma essa que tem um poder peculiar. Após sua explosão, ela solta uma espécie de "farpa", que entra na sua corrente sanguínea, chegando até seus órgãos vitais.
Ele só consegue sobreviver, porque um "médico" põe um dispositivo em seu peito, para que essas "farpas" nunca encontrem o caminho certo.

Tony é então obrigado a produzir a arma demostrada ao exército americano em troca de sua liberdade. Como todos sabem não é isso que ele faz. Ele constrói um traje forte, à prova de balas e equipado com armas para sua fuga e de seu "médico".

Você deve estar morrendo de raiva de mim agora, né? Mas calma tudo isso que eu contei deve ser uns 20 minutos de filme só. E olha que ele tem um pouco mais de 2 horas de duração. Eu nem cheguei a comentar de Pepper Potts, por exemplo. A moça é interprtetada por Gwyneth Patrolw (a sortuda que casou com o Chris Martin) e é a fiel secretária do solitário Tony Stark. Ela sabe tudo sobre seu chefe e já compartilhou dos momentos mais particulares dele.


Robert Dowey Jr está simplesmente sensacional no papel de Stark. Mesmo arrogante e mulherengo não há como não gostar de Tony. Isso porque ele tem um humor supersarcástico. São dele as melhores piadinhas do filme. Robert Dowey Jr é Tony Stark e Stark é Dowey, não há distinção.

O filme conseguiu contar a história do Homem de Ferro sendo fiel à HQ. Mescla momentos hilários com o drama da personagem principal. Os efeitos são ótimos, a fotografia é ótima e a edição então, nem se fala!
Aos que esperam um filme de pura ação, esqueçam! Este filme conta o início da personagem, como o Homem de Ferro nasceu. Para mim, ele poderia até terminar ali, mas o filme dá pontas para uma continuidade e claro, que os produtores também vão dar essa continuidade. Esperamos apenas que ela não se perca como aconteceu com outros filmes por aí.

2 comentários:

Alexandre disse...

Depois da alfinetada no seu 1º e ultimo comentario sobre o meu 1º comentario, venho dizer que se você tivesse mi chamado para ver o Homem de ferro com vc eu iria com o maior prazer...

Enfim, foi um do sfilmes mais legais que eu vi no cinema, que por coincidencia, fui sozinho tbm, xD

Alê dos Santos disse...

rs!
E num é por nada não, mas eu não te chamaria para ir ao cinema comigo, Alexandre. Só pelo simples fato da gente não ter intimidade para isso. Não vou chamar qualquer pessoa para ir no escurinho comigo! uhauhauhauahuahuahuha!

E o filme é mais do que recomendado! =D