03 maio 2008

Dvds

Dos filmes assistidos na semana passada, o melhor dentre eles foi Basquiat. Para quem não conhece a história do rapaz que aos 20 anos se tornou tão famoso quanto Andy Wharol e o melhor, junto com Andy, vale a pena conferir.
Você conhece ou, ao menos tenta entender a cabeça deste jovem, que mesmo sendo de classe média dorme em uma caixa de papelão.
Dois pontos me chamaram bastante atenção. Um deles foi como o artista lida com a crítica, que muitas vezes pode acabar com a reputação de alguém. E o racismo, que Basquiat, por ser negro, sofre.



Conseguiu identificar quem faz o papel de Andy Wharol???


O primeiro filme da tarde foi Alphaville, do tão conhecido e conceituado Jean Godard e é uma lombra torta.
No começo você torce pro filme acabar, porque você tem a esperança de no final entendê-lo e isso se prolonga que você pensa e fala: "Aaaaahhhh, táááá! Agora eu enteendi!".
Achei meio difícil a compreensão. Até eu entender que era uma crítica ao sistema vigente, à modernidade das máquinas e etc, demorou, viu! É um clássico e como clássico, merece ser assistido.



Para finalizar, "O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford" (e põe covarde nisso!). Dá uma raiva de ver o Brad Pitt fazendo um cara fodão e morrendo no final (denovo!!!). Outra coisa que deixa a gente desnorteado é ter que assistir ele sendo assassinado por um cara tão idiota que até para falar dá agonia.
O filme não me empolgou muito. Acho que eu esperava mais. O melhor do filme são fotografia e figurino.

Nenhum comentário: