10 abril 2008

Gonorants

Um som bacana sempre faz uma grande diferença num show. Mesmo que a banda seja boa, se o som falha, é uma tristeza.

Foi mais ou menos o que aconteceu no primeiro show dos Gonorants que eu fui. O som não tava legal, não existia iluminação, o show tava minguado por causa de uma briga do lado de fora e, eu devo admitir que estava meio alta. Não tem como você avaliar um show nessas condições.

Então, fui ouvir o Ep (que de Ep não tem muita coisa, já que tem simplesmente 23 músicas), Eu quero muito ser abduzido.

Os Gonorants tem uma batida bem forte e ritmada, que faz um hardcore bem bacana. Em algumas músicas brincam com um pouco de bossa, samba e surf music.

O que chama mais atenção na banda não é a música, mas sim as letras. Todas originais e muito engraçadas.


"Dão! As que dão, dão! As que dizem que não são as que mais dão!"

"Você gosta de fofoca eu prefiro ouvir pingüim!"

"Infecção no pulmão que eu peguei no Barzão, se tu me quer eu digo não, porque eu sou um fanfarrão!"

Esses são alguns dos refrões que podemos encontrar no Ep.

Depois de escutar tudo isso e ainda os "Erros de Gravção", tive a curiosiade de ver a banda ao vivo. Daí, surgiu o show de graça lá no Conic, que eu comentei com alguns de vocês.

Eu cheguei atrasada e peguei o show da banda Quebra Queixo, que achei até bem legal. Embora não tenha muito haver com que eu estou ouvindo ultimamente (audição do momento, The Do).

Eder (vocal e guitarra), Vanessa (baixo) e Rafael (batera e backing vocal) fizeram o maior e mais animado show (dos que eu assiti) da noite. Com direito a gritos de: "Mais uma aí!" e "Toca a saideira, pô!"

Foi um pouco mais de uma hora, que além de trazer músicas autorais, troxe alguns covers. Entre eles Raimundos, da extinta Little Quail, Mamonas Assassinas, Ultraje a Rigor e ainda uma homenagem ao Chaves.

Ao contrário do primeiro show, este eu gostei bastante. Só achei que a banda não conseguiu passar muito a energia de seu próprio som. O mais animado era o vocalista que pulava, chamava a galera para cantar os refrões e fazia umas "gracinhas" no palco improvisado na frente da Kingdom Comics. A baixista e o batera pareceiam muitas vezes estar nos ensaios ao invés de ali no show.

O melhor da noite da noite ficou por conta do público. O que foi ver um asiático, pardo (preto), de óculos, cabelos tingidos de loiro, vestindo um sobretudo, calça social e coturno(?!!!) curtindo o show pacas!? (!!!!!????)

Os Gonorants acabam de voltar de uma pequena turnê em São Paulo e preparam-se para tocar em Brasília, no Blackout Bar, a partir dàs 16h deste sábado, por apenas R$5,00.
Para conhecer, entre no Myspace!

Nenhum comentário: